A emoção prevalece sobre a razão

Por João Batista Passos

Infelizmente, o debate racional não prevalece, as paixões dominam a razão. Com isso, as decisões tendem a ser paliativas, visando sempre a acalmar os ânimos exaltados por uma suposta razão indiscutível.

Conseguir debater racionalmente é um dos grandes desafios da sociedade brasileira, muito acostumada ao estado assistencialista, paternalista, que não consegue cumprir o que promete, mas que, mesmo assim, continua sendo reverenciado.

Pedir redução de impostos, por exemplo, é estar preparado para ser mais responsável pelo seu próprio caminho, é, ao mesmo tempo, exigir que o estado me dê menos direitos – geralmente bonitinhos no papel, mas impossíveis na prática – e pedir mais liberdade para decidir o melhor caminho a seguir.

Não vejo que a sociedade está pronta para ser racional. Continuaremos reféns dos políticos que se elegem comprando votos, pois o indivíduo desta sociedade coletivista procura nos políticos um protetor dos anseios individuais e não alguém que vai cumprir as leis, garantindo tratamento igual a todos, e gerenciar com responsabilidade o dinheiro público, que é extorquido daqueles que produzem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *